top of page

Parceria Sebrae e Startup Portugal abre novas perspectivas para pequenos negócios inovadores


Foto: Fernando Donasci

Memorando foi assinado em Lisboa e prevê a promoção da competitividade de startups brasileiras e portuguesas.


O Sebrae deu mais um passo importante no seu projeto de internacionalização das micro e pequenas empresas brasileiras. Nesta segunda-feira (13), o presidente da instituição, Décio Lima, assinou um memorando de entendimento com a Startup Portugal que tem como objetivo unir os esforços das duas organizações para a promoção da competitividade e do desenvolvimento sustentável das startups dos dois países.


O acordo faz parte da programação da missão técnica do Sebrae no Web Summit Lisboa 2023 e contou com a presença de António Dias Martins, diretor executivo da instituição portuguesa.


“Esse acordo estabelece para nós um marco na possibilidade de ampliação dos nossos respectivos indutores econômicos, tanto em Portugal quanto no Brasil, em uma relação extremamente humanista e de contribuição mútua entre os nossos países. É um documento inicial, mas é um documento que vai trazer caminhos seguros tanto para Portugal quanto para o Brasil” declarou Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.


O diretor executivo da Startup Portugal destacou que a parceria se inicia num bom momento para os dois países e que está muito otimista sobre o que as duas instituições podem fazer juntas.


“Mais do que o que assinamos, importa-me a atitude, a vontade, a energia e, de fato, a operacionalização dessas intenções. O que temos para fazer pela frente parte de uma base muito relevante e significativa. Há um conjunto de oportunidades muito alargadas que podem ser exploradas”, afirmou António Dias Martins.


Para o Sebrae, a parceria com a Startup Portugal traz a possibilidade de elevar a competitividade e produtividade dos pequenos negócios. O atual estágio das relações econômicas e comerciais entre os dois países, indica um grande potencial de crescimento. O acordo é uma das ferramentas para reagir positivamente a esse momento, aumentando a oferta e o acesso a serviços de apoio ao empreendedor e ao investimento, sobretudo por meio de soft landing. Os próximos passos serão a realização de benchmarking para fomento e apoio a comunidades de startups e intercâmbio de conhecimento e conteúdo para desenvolvimento de empreendedores de startups.


Portugal possui atualmente cerca de 12 mil startups. Quase todas de base tecnológica. A Startup Portugal é financiada por fundos privados e públicos, como a Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI) e da União Europeia. Em 2021, registaram um volume de negócios de 1.750 milhões de euros e empregaram cerca de 25 mil pessoas.


“Que daqui a um ano estejamos neste mesmo local para fazer um balanço de ações e resultados concretos desta parceria que hoje aqui iniciamos” mencionou António Dias Martins, diretor executivo da Startup Portugal.


O presidente do Sebrae Nacional agradeceu a acolhida do parceiro português, mas pontuou: “Neste momento, você fica devedor, porque queremos, em breve, poder recebê-lo no Brasil para você também receber o abraço carinhoso do povo brasileiro e conhecer o nosso protagonismo, principalmente, o trabalho que o Sebrae realiza”.


Estiveram presentes à cerimônia o diretor superintendente do Sebrae Santa Catarina, Carlos Henrique Fonseca; o diretor-técnico do Sebrae Santa Catarina, Luciano Rossi Pinheiro, e o diretor-técnico do Sebrae nacional, Bruno Quick, entre outros membros da comitiva do Sebrae. Também participaram da cerimônia o presidente da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas, Helder Salomão e a vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, deputada federal Ana Paula Lima.


Fonte: Mundo Lusiada

bottom of page