top of page

Programa Verão Maior gera impacto de mais de R$ 100 milhões na economia do Paraná em dois meses


Foto: divulgação

Além de levar muita diversão e segurança às famílias na temporada, as ações do Verão Maior Paraná também tiveram um impacto positivo no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Um estudo do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) estima que todo o movimento no Litoral e na Costa Noroeste do Estado tenha gerado um incremento de R$ 107,6 milhões no PIB. A estimativa é que 4 milhões de visitantes tenham ido ao Litoral em mais de dois meses da temporada.


O levantamento foi apresentado nesta quarta-feira (28), na reunião de balanço do Verão Maior Paraná, que contou com a participação de todas as secretarias e órgãos estaduais envolvidos nas atividades. Segundo o Ipardes, também houve um aumento de R$ 6 milhões na arrecadação de ICMS no período. Além disso, a previsão é que cerca de 1,4 mil postos de trabalho tenham sido gerados na temporada.


“Isso é resultado de meses de planejamento, que nos deram a certeza de que teríamos o melhor verão da história do Paraná. Foi tudo planejado com antecedência, com a participação dos prefeitos do Litoral e uma grande equipe do governo envolvida”, destacou o vice-governador Darci Piana. “O efeito desse processo foi levar ao nosso Litoral mais de 4 milhões de turistas, que gastaram nos restaurantes, hotéis, pousadas e em diversos outros serviços, gerando novos empregos e movimentando a economia do Estado”.


O Governo do Estado investiu R$ 80 milhões nesta edição do Verão Maior Paraná, que iniciou em 16 de dezembro e encerrou no último domingo (25), totalizando 72 dias. Ao longo desse período, o Litoral e a Costa Noroeste receberam diversas atividades esportivas, shows locais e nacionais, ações de conscientização ambiental, de saúde, trânsito e reforço na segurança pública e nos atendimentos de Saúde.


O secretário estadual do Planejamento, Guto Silva, salientou que esse investimento traz reflexos à população que vive nessas regiões. “No Litoral, por exemplo, tem também muitas obras acontecendo. E esses investimentos mostram que o turismo movimenta o PIB. O Verão Maior se tornou uma vitrine para a região, com toda uma estruturação pensada pelo Estado para melhorar a vida e a renda de quem vive nela”, disse. “E o recurso investido no Verão Maior volta aos cofres públicos na forma de empregos e na arrecadação de ICMS”.


Coordenador do Verão Maior Paraná, o secretário estadual do Esporte, Helio Wirbiski, explicou que foram pelo menos oito meses de planejamento para colocar todas as ações em pé, e que a organização da próxima temporada já inicia na sequência. “O Governo do Estado está fazendo grandes investimentos na infraestrutura do Litoral, não poderíamos perder a oportunidade de atrair os turistas para a região”, explicou.


“Mais de 4 milhões de turistas vieram ao Litoral e esse ciclo virtuoso do turismo, da cultura e do esporte acabaram fomentando a economia”, afirmou Wirbiski. “Por isso já começamos a planejar o verão 2024/2025 e também um festival de inverno, porque temos que continuar com as atividades no Litoral. Com certeza teremos um verão ainda maior no ano que vem”.


ALTA NA ECONOMIA – Os números levantados pelo Ipardes também confirmam o que já era observado no início do ano na economia do Litoral. A Associação Comercial e Empresarial de Matinhos (Acema) estimava um aumento de 40% nas vendas do comércio, além da valorização dos imóveis na cidade, principalmente após a obra de revitalização da Orla de Matinhos.


O diretor-presidente do Ipardes, Jorge Callado, explicou que, para calcular o impacto no PIB, o instituto utiliza a metodologia chamada Matriz Insumo-Produto (MPI), que apresenta as relações entre os setores da economia ao registrar os fluxos de bens e serviços e que é utilizada para estimar o impacto sobre a produção, emprego e renda das atividades econômicas ou projetos governamentais.


“Essa metodologia faz a relação de todos os bens e serviços, toda a arrecadação que existe em determinada área e permite a aproximação de cálculo do PIB. Esse resultado do Verão Maior no PIB não traz apenas um reflexo econômico, mas também um reflexo social”, afirmou Callado.


Leia a matéria completa clicando aqui


Fonte: Portal Bem Paraná em 28.02.2024

댓글


bottom of page