top of page

Primeira molécula de Hidrogênio Verde produzida no Brasil é lançada no Ceará


No dia 19 de janeiro último foi produzida a primeira molécula de hidrogênio verde na América Latina, no Pecém-CE. Estiveram presentes autoridades governamentais e empresários. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, também esteve presente na solenidade, ao lado do CEO da EDP Brasil, João Marques da Cruz.


As relações luso brasileiras contaram com a presença do Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, do presidente da Câmara Brasil Portugal no Ceará, Eugênio Vieira, do presidente e vice-presidente da Federação das Câmaras, Armando Abreu e Nuno Rebelo de Sousa e dos sócios da CBPCE, Rômulo Alexandre Soares, Gabriela Romero, ambos da APSV, Cibele Gaspar (Nexxi) e Jorge Borrell, diretor executivo da Qair.


Além do projeto piloto da EDP Brasil, o Ceará vislumbra novos empreendimentos no setor. Até o momento, o Governo do Ceará, que é acionista majoritário do Complexo do Pecém, já assinou 24 Memorandos de Entendimento (MoU) para a implantação de projetos de Hidrogênio Verde, principalmente na área da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Ceará.


A produção da EDP Brasil é um piloto do que pode ser executado pelas 24 empresas que já firmaram memorando. Três desses memorandos já evoluíram para pré-contratos. O primeiro deles foi assinado com a multinacional australiana Fortescue Metals Group em junho de 2022.


Fonte: Federação das Câmaras Portuguesas no Brasil

bottom of page