• Federação das Câmaras

Portugal assina acordo para participar na Bienal do Livro SP como país convidado de honra


Portugal terá um pavilhão próprio na Bienal do Livro, com programação literária, cultural, turística e de negócios, para o intercâmbio de escritores, editores e público em geral.


Durante visita do presidente português a São Paulo, aconteceu no Consulado Geral de Portugal em São Paulo a assinatura do Acordo de compromisso para a participação de Portugal como país convidado de honra da Bienal Internacional do Livro de São Paulo (BILSP), que ocorre entre 2 e 10 de julho de 2022.


O Acordo foi assinado por Vitor Tavares, Presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e Luís Faro Ramos, Embaixador de Portugal, em representação das entidades envolvidas na organização da participação portuguesa, Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), no quadro de uma equipe interministerial que conta ainda com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e o Turismo de Portugal.



A cerimônia, no dia 31, contou com o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o Cônsul-Geral de Portugal em SP, Paulo Jorge Nascimento, a Diretora Executiva da CBL, Fernanda Gomes Garcia, e a gerente de Relações Internacionais, Fernanda Dantas.


“É com muito entusiasmo que assino este Acordo. Ter Portugal como país convidado de honra na 26.ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, além de ser um privilégio, acontece em um momento muito especial. O ano de 2022 é o bicentenário da independência do Brasil, então temos muito o que celebrar juntos”, explica Vitor Tavares, presidente da CBL.


“Aceitamos com especial satisfação este honroso convite para ser o país tema da 26.ª Bienal Internacional do Livro de S. Paulo, palco por excelência de difusão do conhecimento e de promoção de encontros e diálogos, que estamos empenhados em aprofundar em conjunto, num ano particularmente importante para o relacionamento entre Portugal e o Brasil” destaca João Ribeiro de Almeida, Presidente do Camões, I.P.


Silvestre Lacerda, Diretor-Geral da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, refere que “esta presença de Portugal enquanto país-tema, que considera uma honra, contribuirá certamente para uma maior divulgação da literatura portuguesa no Brasil, na qual a DGLAB se tem empenhado nos últimos anos, nomeadamente através do apoio regular à edição de autores portugueses no Brasil”.


A participação de Portugal na BILSP foi um convite da Câmara Brasileira do Livro e tem como objetivo fortalecer a presença portuguesa no mercado editorial latino-americano, especialmente no Brasil, além de ampliar a exportação de livros e direitos autorais entre Brasil e Portugal.


O país homenageado terá um pavilhão próprio, onde será desenvolvida uma programação literária, cultural, turística e de negócios, que possibilitará o intercâmbio entre escritores, editores e público em geral.


A participação de Portugal na Bienal de São Paulo tem ainda o objetivo de estreitar as relações e promover a cultura do convidado junto das mais de 600 mil pessoas que visitam o evento, entre editoras, livrarias, distribuidoras e outros profissionais do livro.


Segundo o Camões, o ano de 2022 será “muito relevante para o aprofundamento das relações bilaterais entre Portugal e o Brasil”. O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, anunciou no início do mês, em Lisboa, durante visita do seu homólogo brasileiro, Carlos Alberto Franco França, a disponibilidade de Portugal se associar às comemorações do bicentenário da independência do Brasil.


Fonte: Mundo Lusiada em 02.08.2021

Posts recentes

Ver tudo