• Federação das Câmaras

Governo de Santa Catarina assina protocolo de intenções com a Câmara Brasil Portugal local


A iniciativa visa aproximar a entidade da Rede Catarinense de Centros de Inovação e estimular a geração de negócios.

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e a Câmara do Comércio, Indústria e Turismo Brasil-Portugal/Santa Catarina assinaram um protocolo com o objetivo de aproximar a entidade da Rede Catarinense de Centros de Inovação e estimular a geração de negócios entre empresas do estado e o país europeu.

A assinatura foi feita pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Luciano Buligon, e pelo presidente da Câmara, Jatyr Ranzolin Jr, em evento que reuniu empresários, autoridades e o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos. “Santa Catarina está entre os estados que mais mantém relações com Portugal. Esta aproximação irá estreitar ainda mais essa relação que vai gerar novas oportunidades sendo um facilitador para atração de novos negócios com o país europeu”, destacou Buligon.

“Sempre repito que Portugal deve olhar cada estado brasileiro como se fosse um país diferente, com suas especificidades e potencialidades. E Santa Catarina tem ligações culturais históricas com o país e já recebe importantes investimentos portugueses, o que torna a relação ainda mais próxima”, disse Luis Ramos, que destacou ainda que Portugal passa por um momento de grande estabilidade política e econômica, o que é fundamental para a geração de negócios.

A aproximação dos catarinenses com o continente europeu será feita com apoio da Câmara Brasil- Portugal. Temos o firme propósito de desenvolver cada vez mais negócios entre os dois países”, diz o presidente da entidade, Jatyr Ranzolin. Um passo importante nessa direção será dado em maio, com a realização da Feira Internacional de Negócios - FIN 2022. O evento, que vai receber representantes de diversos países e de municípios de todas as regiões do estado, terá debates sobre temas como Indústria 4.0, Smart Cities, Energias Limpas e Agrotech e um espaço para gerar networking e oportunidades para pequenas, médias e grandes empresas”, destacou.