top of page

Fortaleza sediou Assembleia Geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA)


Foto: divulgação

Além de Fortaleza, outras 26 capitais de nove países estiveram presentes


Ontem (20), a Prefeitura de Fortaleza sediou a Assembleia Geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA). O encontro reuniu 26 capitais de nove países (Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, China, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste) para debater temas referentes ao grupo.


A UCCLA é uma associação internacional fundada em 1985 que tem por objetivo promover o intercâmbio e a cooperação entre as cidades, contribuindo para o desenvolvimento e o bem-estar das suas populações em diversos âmbitos.


A abertura da XXXVIII Assembleia Geral foi realizada, ontem (20/11) no auditório do Paço Municipal, onde também aconteceu a votação do Relatório e Contas e Programa de Atividades de 2023; aprovação de pedidos de adesão e de exoneração; alteração dos estatutos; deliberação sobre a data e local da próxima Assembleia Geral, entre outros.


Além da assembleia, que foi restrita a membros da organização, o evento contou com encontros bilaterais para aprofundamento das relações econômicas e culturais entre os representantes das cidades presentes, no primeiro Encontro de Gestores Lusófonos, liderado pelo Instituto de Planejamento (Iplanfor). É o que explica Joana Nogueira, coordenadora de Assuntos Institucionais de Fortaleza.


“O encontro aconteceu em paralelo à assembleia. A ideia é que seja criada uma rede de planejamento de cidades de língua portuguesa, que poderão compartilhar bons exemplos e projetos. Fortaleza se apresenta como anfitriã, internacionalizando a cidade para outros gestores mundiais”, afirma ela.


Os visitantes terão a oportunidade de conhecer, nesta terça-feira (21/11), o Parque Rachel de Queiroz, o Cuca Pici, um Microparque, uma Escola Areninha e o Centro de Controle da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).


Jorge Borrell Botella - Qair Energy, Carlos Moeda - Prefeito de Lisboa e Armando Abreu - Presidente da FCPCB

Estarão presentes as cidades Benguela, Huambo, Icolo e Bengo, Luanda, Talatona, Belém, Fortaleza, Praia, Sal, Macau, Bissau, Bolama/Bijagós, Chibuto, Ilha de Moçambique, Maputo, Nampula, Almada, Braga, Cascais, Coimbra, Covilhã, Lisboa, Porto, Água Grande, Santo António do Príncipe e Díli.


A decisão de Fortaleza sediar o evento foi determinada na última assembleia, realizada em outubro do ano passado, em Lisboa (Portugal), ano no qual a cidade também foi inserida na instituição. Antes, apenas três capitais brasileiras faziam parte da UCCLA: Rio de Janeiro, Salvador e Belém.


Fonte: Prefeitura de Fortaleza

bottom of page