top of page

Câmara Portuguesa da Bahia incentiva empresários a incorporarem agenda ESG


O objetivo foi conscientizar e sensibilizar os empreendedores sobre a importância da agenda ESG para o mundo corporativo.

A Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil, seção Bahia, reuniu empresários num café da manhã para anunciar seu programa de desenvolvimento sustentável com a realização do Workshop “ODS & ESG: Inovando na Era da Eco-nomia”. O objetivo é conscientizar e sensibilizar os empreendedores associados sobre a importância da agenda ESG (do inglês Ambiental, Social e Governança) para o mundo corporativo.

O ato aconteceu em Salvador, na sede da empresa de energias renováveis e hidrogênio verde Quinto Energy, que se tornou referência nesta temática e ganhou destaque mundial ao ser anunciada membro do Pacto Global das Nações Unidas. A Quinto mostrou o passo a passo de como aderir aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) do Pacto Global, que é considerada a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade do mundo.

“Essa sigla ESG está mudando o curso dos negócios em todo o mundo. Uma empresa que quer se globalizar precisa ter uma agenda ESG para se manter competitiva. As organizações mundiais entendem esse conceito como prioridade inclusive nos critérios de investimento. Nenhuma multinacional investe em negócios sem essa agenda. E estamos aqui reunindo nossos associados e futuros associados para mostrar que isso é muito mais do que um discurso. Os critérios social, ambiental e de governança ganharam relevância na prática. Temos convicção que cuidar do meio ambiente é bom para os negócios, por isso queremos que nossos parceiros também abracem essa causa”, declara o presidente Ricardo Galvão, ao incentivar os empresários a ingressarem no Pacto Global da ONU.

O encontro, realizado enquanto ocorria a COP 27, no Egito, contou ainda com uma palestra magna do Eduardo Athayde, diretor do WWI no Brasil, que abordou sobre elementos práticos do impacto da agenda ESG na cadeia global. Para ele, “não há mais espaço no mercado mundial para empresas que não atentem a esse tema”.

bottom of page